0

Mudança de Humor: As inúmeras oscilações na gravidez

09-11-2012-151348-120332813istockmatMuitas grávidas pensam que a gravidez será um mar de rosas, afinal um bebê está a caminho. Só tem um pequeno probleminha: a mudança de humor da mamãe. Garanto é muito mais intenso que uma mera TPM. Uma hora a mamãe está feliz, outra está chorando desesperadamente; uma hora é apenas amores, em outro momento não quer nem ouvir a voz do marido. No fim nem ela está mais entendendo os sentimentos: briga por causa da roupinha amarela, porque o bebê é menino e menininho não gosta de amarelo depois briga porque não quer mais o quarto azul, e olha que já é a 4º vez que você, mamãe, muda a cor do quarto, e a culpa é de quem? Do marido, é claro!

Ei, você ai! É você mesma, mamãe! Se você se viu no que nó
s dissemos ali em cima, é porque você deve terminar de ler este texto e entender, ou melhor, tentar compreender porque isto acontece e que na maioria das vezes não é culpa do seu marido.

Não há nenhum segredo, o culpado de tudo isso são as mudanças hormonais. Vamos a explicação: Quando o óvulo é fecundado, o hormônio HCG (gonadotrofina coriônica) é produzido e jogado na corrente sanguínea. É esse hormônio que acusa a gravidez nos testes de sangue realizados para se descobrir a gravidez. Ele é produzido somente nas mulheres que tem o óvulo fecundado e tem a função de relatar ao corpo da mulher que tem um bebê em formação e que os hormônios progesterona e estrogênio devemdepressao-na-gravidez ser produzidos em maior quantidade. O progesterona e o estrogênio, que são um dispositivo do organismo da mulher para a proteção da gravidez, têm um efeito depressivo, deixando a mulher mais sonolenta, cansada e desanimada.

Achamos a causa mamãe! A produção do progesterona aumenta 15 vezes durante a gestação e a do estrogênio quase 20 vezes. Já o HCG, além de fazer com que o corpo não reconheça o feto como um corpo estranho, é responsável pelos enjoos com cheiros e comidas, e até mesmo pelos vômitos.

Mas é claro que existem outros vários fatores que ajudam no mau humor da mamãe, como:

  • Pés inchados
  •  Aumento do peso
  •  Dores na coluna
  • Ansiedade (quem nunca)

Mas não é o fim do mundo, eis algumas dicas mamães:

  • Ter uma alimentação saudável
  • Tomar muito líquido
  • Ter paciência e fazer dessa fase uma bela recordação
  • Conversar com o maridão e explicar o seu lado
  • Não se isolar: se se sentir triste, sozinha, vá para a casa de uma amiga, da sua mãe, evite ficar muito tempo sozinha.
  • Ser positiva e lembrar-se que essa gestação logo irá passar e, acredite, você sentirá falta.

 

  •  Dica Curumim:

gavidez-hidroginasticaProcure em academias cursos voltados para gestantes. Uma boa opção é a Yôga e Hidroginástica. Não se esqueça mamãe a gravidez é um período muito emocional, viva essas emoções intensamente, chore, ria, divirta-se, afinal, você está criando um laço com seu filho que ninguém poderá destruir.

 

0

Como faço para descobrir o sexo do meu bebê?

 Boy_or_girl_2 Muitas mamães morrem de vontade de descobrir o sexo do bebê. Outras, entretanto, preferem fazer mistério e deixam para descobrir o sexo na hora do nascimento.

Atualmente existem várias formas de descobrir o sexo do bebezinho. A mais normal e popular é o ultrassom. Abaixo separamos alguns métodos para se descobrir o sexo do bebê.

Com 8 semanas, exame de sangue de sexagem fetal - É feito pela amostra de sangue da mamãe, não é necessário jejum e nem de preparação anterior ao exame. Retira-se mais ou menos 20 ml de sangue da mamãe, do qual se analisará o DNA do feto. É um exame relativamente caro, custa de R$250,00 a R$450,00 e fica pronto em cerca de 5 dias. O indice de acerto é de 99%.

Com 10 semanas, exame de urina de farmácia – Chama-se IntelliGender e está sendo distribuído no país pela Cimed. O preço é de R$ 200,00 e R$ 290,00. Fica pronto em 10 minutos e possui uma precisão de 82%.

Com 13 semanas, com o famoso ultrassom –  Dependendo da qualidade do aparelho e da posição do bebê é exato. É recomendado fazer outra ultrassom com 16 semanas, pois o bebê já está mais desenvolvido.

Hoje em dia, há o ultrassom 3D e o 4D. De acordo com Sebastião Zanforlin Filho, o ultrassom 3D é diferente da ultrassonografia comum: “O exame tridimensional usa o aparelho que capta várias fatias. Essas várias fatias, no computador, permitem ver a imagem por fora do bebê. Já com o ultrassom 4D, a imagem tridimensional é feita em sequências muito rápidas. Se o bebê faz um movimento, dá para enxergar o movimento. Ou seja, é o 3D mais o tempo”, explica. “Assim, os pais podem conhecer os traços do filho antes mesmo de ele nascer. Dá para ver os olhinhos, nariz, boca e até arriscar se ele se parece mais com o pai ou com a mãe. O que difere essas
técnicas do ultrassom comum é a forma com que o parelho dividirá ehqdefault mostrará as imagens obtidas, pois no tradicional conseguimos ver somente os ossinhos e órgãos internos do bebê. Nos demais, percebermos a camada de pele que cobre o feto”, salienta Domingos Mantelli. Também é um exame caro, os valores variam de R$200 e R$450.

Existem vários métodos que se pode escolher.O importante, porém, é sempre garantir a saúde do bebê e da mamãe e amar seu bebê independentemente do sexo. Boa gestação, Mamães!

 

0

A relação entre pai e recém-nascido.

holding-a-newborn

Quando um bebê nasce as mamães tendem a criar laços firmes e duradouros com seus filhos. O pai, no entanto, muitas vezes se sente excluído dessa relação. É claro que, como o bebê mama e dorme a maior parte do tempo, é difícil para o pai tentar se aproximar e isso, muitas vezes, atrapalha a relação paternal.O importante é ter calma, entender que isso é apenas um momento e que você, papai, poderá curtir e mimar muito seu filhão ou sua princesinha.

 Encontramos um artigo interessante para você compreender melhor sobre essa relação: Pais: como se envolver e criar vínculos com o bebê

 

0

Vamos escolher o nome?

nomesEscolher o nome do seu bebê deve ser um momento divertido.Muitas mamães pedem para alguém escolher, como o filho mais velho, a avô ou avó… Escolher o nome não deve ser uma coisa chata de se fazer, deve ser o momento mais divertido.

Outras mamães preferem escolher o nome do bebê quando vêem o rostinho dele pela primeira vez! Interessante não é mesmo?

Há nomes mais formais (Altair, Alana), mais divertidos (Amy, Calixto) e alguns até um pouco estranhos (Haydê, Calila). O importante é ser criativo e agradar a quem escolheu. Hoje em dia, porém, muitas mamães escolhem um nome pensando também em quando o seu bebê já for um adulto ou adolescente, para não ‘sofrer’ com o nome escolhido.

A influência cultural é um ponto muito forte na escolha de nome. Nomes de pessoas famosas, artistas e cantores, por exemplo: o site BabyCenter aponta que o reality show ‘A Fazenda’ fez o nome Bárbara crescer 14 posições no ranking BabyCenter dos 100 nomes de bebê mais usados em 2013. Tudo por causa da vencedora Barbara Evans. Já Reino Unido, por exemplo, é muito comum dar nome da realeza para os bebês, como: Charles, Elizabeth, Diana, entre outros.

Já entre os nomes compostos os vencedores são Maria Eduarda e João Pedro. Muitas mamães querem nomes originais e desconhecidos para seus bebês. Que tal Ayla e Lisa (para meninas) ou Noah e Enrico (para meninos)?nomesbebes

Com isso o mais importante é se escolher um nome que ame, afinal, seu filho carregará este nome a vida inteira. Encontrar um nome bom, legal, nem sempre é fácil, mas escolha com o coração. A sua escolha sempre será a melhor, não ceda a pressões. 

 

  • Curiosidade Curumim:

Você conhece alguns dos nomes mais populares em cada país? Veja só:

Nos Estados Unidos: Mason, Noah, Liam, Emma, Sophia e Maddison.

Na Espanha: Santiago, Mateo, Nicolás, Alicia, Carlota e Esperanza.

Na França: Nathan, Lucas, Jules, Emma, Jade, Chloé.

Na Portugal: Santiago, Mateo, Nicolás, Alicia, Carlota e Esperanza

Na Austrália: Jack, Cooper, Thomas, Lily, Ruby e Charlotte.

 Na Inglaterra:  Oliver, Harry, Charlie, Emily, Isabella, Sophia.

0

Meu bebê não para de chorar.

 Muitas mamães ficam apavoradas quando seu bebê chora por horas e mais horas. Acontece que é normal, isso mostra que seu filho é normal. O bebê é uma pessoa que ainda é dependente: precisa de cuidados, ele não consegue fazer as atividade diárias sozinhos. E qual o único jeito de pedir ajuda? Chorar.Muitas vezes, porém,  as mamães não conseguem definir o que seu bebê quer, ficam se perguntando:será que ele quer comer, dormir, é birra, é frio?! A medida que o bebê se desenvolve ele consegue achar outros meios de se comunicar e o choro excessivo para de acontecer.

  •  Abaixo, listamos alguns possíveis motivos de choro:

bebe_chorando

Fiz cocô – seu bebê pode estar com a fraldinha suja.

Estou com fome – é importante frisar que recém-nascidos mamam de 8 a 15 vezes por dia.

Preciso arrotar – depois do mamá, é hora de arrotar e o bebê precisa ficar em pé.

Estou com sono – talvez seja a hora da sonequinha da tarde.

Quero colo – o bebê se sente protegido nos braços dos pais.

Estou com dorzinha na barriga – talvez ele esteja com dor de barriga, com diarreia.

Tem dentinho nascendo! – Oba! Estão nascendo os dentinhos, e isso poderá provocar dor.

Estou com frio – está muito calor mamãe! A temperatura tende a oscilar, seu bebê pode estar com frio ou calor e isso muitas vezes incomoda.

Estou irritado – seu bebê pode ficar irritado com muita luz, com muita gente ao redor, com o som muito alto.

  •  Mas e agora, o que eu  faço?

 Dê a ele algo para  chupar – como uma  chupeta ou seu dedinho,  mamãe.

 Musiquinha – bebês se  alegram com música  clássica e se acalmam.

Ar fresco – passeie com ele no ar fresco, abra a janela.

Água morninha – um belo banhinho com uma água morninha é um ótima opção.

Movimentos repetitivos – como o do carrinho ou do bebê conforto.

Massagem – seu bebê se sentirá relaxado.

58BEBE_C~1 É claro, mamãe, que isso  sempre irá variar de bebê  para bebê, o importante é  não se desesperar. É bom  lembrar que é totalmente  normal a criança chorar,  pois está em uma fase de  descobrimento, está  aprendendo a se  comunicar. Seja sempre paciente.

0

A pele do meu bebê está mudando, é normal?

Muitas mamães se assustam pela pele do bebê estar mudando, ou estar com manchas.E essa preocupação é mais que aceitável, porém, não há do que se preocupar, na maioria dos casos é normal isso acontecer.

recem-nascido-18-cuidados-essenciais-8

O ressecamento da pele do bebê é normal, a pediatra diz o motivo  “O bebê passou meses envolto no líquido amniótico” explica Vera Fieldman Ramalho Valverde.Para os recém nascidos entre o 4º e 5º dia, a pele do bebé ficará cor-de-rosa pálido e irá adquirindo a sua cor definitiva.Outra informação muito importante é que devido ao contato da pele com alimentos ou com a própria pele da mãe durante a amamentação, o bebezinho poderá apresentar dermatite perioral, isto é, borbulhinhas que surgem no queixo ou nas bochechas, e que com o tempo desaparecem, tem muita relação com a reação de hipersensibilidade na pele, caracterizada por inflamação e coceira.

  • Manchas na pele do bebe.

As brotoejas são pequenas bolinhas vermelhas muito comuns em bebês de até um ano de idade e surgem devido ao calor que faz com que o bebê transpire mais e assim os poros acabam entupindo.

O vitiligo é uma doença cutânea em que ocorre a perda da pigmentação em certas áreas do corpo, resultando em manchas brancas irregulares.

A pitiríase alba são manchas brancas e ásperas com descamação que se manifestam principalmente na face, membros superiores e no tronco, podendo evoluir para outras regiões.

A cútis marmorata é um fenômeno vascular temporário comum nos primeiros dias de vida do bebê. Ela manifesta-se em forma de manchas escuras no corpo devido à dilatação dos vasos sanguíneos superficiais. Somente o médico pediatra saberá indicar o melhor tratamento.

A eczema é uma mancha com característica seca, espessa e escamosa podendo surgir bolhas na pele do bebê ou não, é desconfortável e pode ser a porta de entrada para problemas infecciosos necessitando no entanto de acompanhamento médico.

O hemangioma é um acúmulo anormal de vasos sanguíneos na pele ou em outros órgãos internos principalmente dos bebês em seus primeiros dias de vida. 

doenca-pele-bebe350

  • Dica curumim:

É importante mamãe que se você notar alguma cor ou manchinha na pele do seu neném, que não sair, ou estiver afetando a saúde do mesmo, você procure um pediatra.

 

0

Posso me exercitar durante a gravidez?

Todas as mulheres grávidas – ou quase todas-, já se fizeram a mesma pergunta: Será que posso me exercitar durante a minha gravidez?

Bom, a resposta é clara e curta, futura mamãe: Sim!

curumim moda bebe

Porém, para não colocar a sua vida em risco e a vida do seu futuro bebêzinho, é preciso tomar alguns cuidados.

Fale com um médico de confiança, e de acordo com seu tipo físico ele recomendará o melhor a ser feito, pois o esforço nas primeiras semanas pode acarretar problemas indesejáveis durante a gravidez.

Devemos ter uma vida saudável, antes mesmo de engravidar, isso – acredite, faz toda a diferença-.E  se exercitar durante a gravidez traz mais saúde para você e para seu futuro filhinho. Alguns dos benefícios que a prática regular de exercícios físicos traz a saúde são: flexibilidade, força muscular – haja força para a hora do parto -, evita o excesso de ganho de peso, além, de ajudar na hora do parto.

  • Mas como as futuras mamães podem evitar surpresas indesejáveis? Bom, procuramos algumas dicas:

Até o terceiro mês, fica proibido malhação pesada. Porém, você poderá fazer atividades como : hidroginástica, alongamento, caminhada, esportes leves, sempre com acompanhamento profissional.

Do quarto ao sexto mês tudo é mais tranquilo e calmo.

Do sétimo ao nono mês você poderá ficar mais exausta, mamãe. É legal procurar exercícios mais tranquilos e que treinam a calma e a respiração, como a Yoga.

  • E a minha alimentação, o que eu faço?

Quando algumas mamães engravidam, começam a comer descontroladamente, e a ideia não é essa. É essencial comer sempre saudável. Não passe vontade nunca, mas, o que não pode é exagerar. Comer nutrientes como: ferro, cálcio e proteína, é a melhor saída. Uma besteirinha aqui e outra ali, tudo bem mamãe, a nossa preocupação é o exagero, tudo em exagero é ruim e com certeza você não quer fazer mal para seu bebê. Não faça regimes malucos, e engorde gradativamente, para não acarretar problemas de saúde. O normal seria engordar de 7 a 16 Kg. Evite alimentos como: peixes, bebidas alcoólicas, etc.

  • Separamos alguns dos exercícios físicos indicados para as futuras mamães:

stock-footage-pregnant-woman-doing-yoga-in-a-fitness-studio

Caminhada, hidroginástica, pilates e Yoga.

 

Esperamos que ocorra tudo bem durante a sua gestação, estamos ansiosos pela vinda do seu bebê! Boa Gestação Mamãe.

0

Quando ter outro filho?

Sabemos que todas as mamães que planejam ter um outro filhinho têm várias e várias perguntinhas, como: será que está na hora? O mais velho não ficará com ciúmes? Quanto tempo devo esperar? Meu filho mais velho sofrerá alguma consequência psicológica?

 curumimFomos atrás das respostas para você mamãe. Assim, você poderá decidir se está na hora ou não.Afinal, quanto tempo em média, que as mamães devem esperar, para ter o segundo filho?

 Na verdade, não há uma regra. A única e exclusiva pessoa que poderá discutir sobre isso, será você com a ajuda de seu marido. É claro, toda criança sofrerá com o impacto de não ser tudo exclusivamente para ele, mas vá com calma, mamãe. Converse, diga que agora ele terá um melhor amigo e companheiro para o resto da vida, alguém para brincar, conversar.

 Não é nada fácil ter mais de um filho: correria, crianças para cuidar, amamentar no mesmo período… É preciso ter um planejamento, afinal, mais uma, duas, pessoas para sustentar não é brincadeira: educação, roupa, alimento, medicamento, um bom plano de saúde (com a situação do Brasil, é preciso ter um plano de saúde), recreação, enfim, muitas contas!

 E no meio disso tudo, devemos nos preocupar com o mais importante para as crianças: o amor, a atenção. Distribuir o tempo, mamãe e papai, é fundamental, afinal a criança sente quando está sendo deixada de lado.A criança pode ser mais apegada ao pai ou a mãe, não há mal algum, o problema é quando ela percebe que está sendo deixada de lado.

 

Não se esqueça mamãe, que você além de tudo é MULHER! Não esqueça do maridão também, pois em todos os momentos ele será seu braço direito.

  •  Dica curumim: Espere pelo menos 18 meses para ter outro filho.

Por quê? De acordo com o Journal of the American Medical Association, o intervalo para se ter um segundo filho  deve ser de pelo menos 18 meses. Intervalos menores que 18 meses aumentam muito as chances de parto prematuro, nascimento de bebês com baixo peso ou pequenos demais para a idade gestacional.