0

O bebê chegou em casa. O que eu faço?

Ter um filho é uma maravilha. Mas e quando é o primeiro filho e você, mamãe de primeira viagem, não possui nenhuma orientação sobre como cuidar, como se preparar e o que fazer? As futuras mamães
sempre recebem  dicas e mais dicas. Falar é fácil, mas a dificuldade chega quando o bebê está em casa e você se vê totalmente despreparada. É por esse motivo que hoje estamos com um tema especial:
O bebê chegou em casa, o que eu faço?

Acreditamos que o momento da gravidez é o momento mais esperado da vida de toda mulher. O corpo sofre mudanças, o psicológico, a casa muda, tudo muda. E nem todas estão preparadas para uma mudanças drásticas e ficam perdidas.

É preciso acompanhamento médico. Um bom pediatra, de confiança, geralmente é o da família mesmo. Se você não tiver um, pesquise, pergunte para as amigas, mas não vá em qualquer um.

Cada bebê possui um ritmo. Como assim? Bom, cada bebê é de um jeito, um chora mais, outro chora menos, então é difícil querer que seu bebê seja mais quieto igual ao da sua amiga, ou, sua amiga querer que o bebê dela seja mais dorminhoco como o seu.  

Uma das maiores reclamações das mamães, é que não conseguem dividir o tempo entre o bebê e tudo mais que precisam fazer. Obviamente o bebê será o centro das atenções, mas é preciso entender que você tem uma família e é necessário administrar bem isso, seu marido também precisa do seu tempo. Assim como, se você tiver outro filho, seu filho mais velho precisará de você também. É tudo questão de organização.

Organize a sua casa. Arrume um cantinho, no qual, você possa ficar a vontade com seu bebê. Deixe as roupinhas todas lavadas e limpas.

Durma e descanse. Você não é super-heroína, você precisa descansar, comer, dormir. Pois assim, terá disposição para cuidar do bebê. Mas é claro lembrar que sim, você acordará de madrugada e que algumas horinhas de sono serão perdidas, por isso, é sempre bom contar com a ajudinha de alguém.

Atenção: Não pode dar chá ou água para seu filho, pois o leite materno já é o suficiente para seu bebê matar a fome e sede. E também não pode deitar o bebê logo após ele mamar – ele pode regurgita – antes de deita-lo sempre coloque ele para arrotar.

Não há segredo, tudo se aprende com o tempo, não tenha medo de errar, mamãe. Depois do primeiro, você até terá vontade de ter um segundo filho – na maioria das vezes, é assim – E acima de tudo, ame e cuide incondicionalmente seu bebê.

Veja outras dicas :

Banho – Dicas aqui.

Roupinhas -  Dicas aqui.

Ah! Não esqueça das vacinas, mamãe!  Veja aqui um post sobre as vacinas.0,,55618297,00

0

O perigo da hipertensão na gravidez

É importante saber que hipertensão arterial (normalmente conhecida como pressão alta) é uma doença caracterizada pela elevação dos níveis tensionais no sangue. Essa alteração é comum durante a gravidez.

gravidez-e-hipertensc3a3o-checando-pressc3a3oA hipertensão gestacional pode também afetar a saúde do bebê. A hipertensão na gravidez é o aumento da pressão sanguínea em mulheres que nunca haviam antes demonstrado esse tipo de problema. Com isso, é classificada como doença hipertensiva específica da gestação. É um distúrbios comum em grávidas e se apresenta de duas formas: como pré-eclâmpsia e eclâmpsia.

A pré-eclâmpsia é o aumento da pressão arterial acompanhada da eliminação de proteína pela urina. Geralmente começa depois da 20ª semana de gravidez, podendo haver ou não edema (ou seja, inchaço) nas pernas, rosto e mãos. Quando não tratada pode desenvolver  eclâmpsia, o que leva a grávida a ter convulsões, colocando a vida da mãe e do bebê em risco.

A causa da hipertensão gestacional pode ser atribuída aos hábitos alimentares: “os principais agravantes da hipertensão são mesmo os hábitos alimentares, embora o começo do problema esteja na formação da placenta”, explica o obstetra Alberto D’Auria. Atualmente, há tratamento e é possível controlar essa alteração. A hipertensão gestacional afeta entre 5 e 7% das grávidas brasileiras. O médico, diretor do Hospital Maternidade Santa Joana, na capital paulista, é taxativo: “Maus hábitos e alimentação desequilibrada. Aí está a origem de praticamente todos os problemas de saúde”.

Quando engravida, a mamãe acredita que pode comer o que quiser. Isso não é verdade, pois é ainda mais importante alimentar-se de forma saudável. Ingerir um chocolatinho, um desejo aqui, outro ali, não tem problema.O que sempre causará problemas são os exageros.

Atenção: as mamães que possuem pressão alta antes da gravidez devem tomar ainda mais cuidado, por terem u shutterstock_94515919ma tendência maior a desenvolver a doença. Da mesma forma, mulheres que engravidam mais tarde têm maior risco: cerca de 14% delas costumam apresentar os sintomas. “De modo geral, são mulheres que trabalham muito e esperaram a estabilidade para engravidar. Por isso também são mais estressadas, sofrem muita pressão e, comumente, ingerem muito café. Esse é um público cativo da hipertensão na gestação”, relata o obstetra D’Auria.

É essencial procurar um médico, pois em alguns casos é preciso cortar a medicação que você, mamãe, anda tomando. O mais importante é saber que  seu médico deverá orientá-la em relação às medicações que podem ser utilizadas para o tratamento da hipertensão na gestação.

0

Como educar meu filho e impor minha autoridade dentro de casa?

1232388927_pais_estudando_com_o_filho_560x4201Muitas mamães ficam perdidas quanto o tema é educar seus filhos. O detalhe é que esta tarefa começa desde quando ele é um bebezinho. Muitas mamães acabam deixando o filho dominar a sua boa vontade. As mamães devem ser mais duras em certos momentos e em outros, flexíveis. Educar uma criança é sempre uma tarefa difícil, porém, recompensadora. 

 É necessário deixar claro para as crianças que a autoridade da casa é dos pais. Não permita que seus filhos dominem a você e a seu marido. Muito menos, tenha medo dos seus f ilhos. Se ele espernear, chorar, gritar, não se assuste, domine a situação. Se seu filho perceber que gritando consegue que você acabe fazendo o que ele quer, você perdeu o jogo.

 Mamãe, escola não educa, escola ensina. Quem irá dar educação para seu filho é você. A personalidade dele será definida de acordo com o ambiente que ele vive. Como a maior parte do tempo de convívio é com os pais, seja0,,45218422,00 um exemplo de personalidade e caráter para seu filho. Aprenda a falar não. Seu filho precisa de limites e quem os concede limites é você.

 É necessário impor autoridade dentro da sua casa e com o tempo ir administrando essa autoridade de forma saudável, além de pai e mãe é necessário ser amigo de seu filho. Muitas crianças crescem reprimidas, por isso escute tudo que seu filho tem a dizer e mais importante, converse com ele.

0

Saiba como distribuir o seu tempo

Quando se está grávida acaba que a atenção da mamãe e do papai é todalarge (5) depositada no recém nascido. Muitas vezes, os pais acabam esquecendo-se dos filhos mais velhos, da relação do casal necessita ter e até mesmo de se cuidarem. É comum que a prioridade seja o bebê. O casal, no entanto, deve lembrar que existem outras necessidades.

 “As mulheres são peritas em cuidar dos outros, mas se sentem egoístas ao pensar em si”, reprova a jornalista especializada em maternidade Ann Douglas, autora de 28 livros sobre o tema. É preciso saber distribuir o seu tempo: o seu bebê precisa de cuidados, precisa ser amamentado, mas é preciso dividir esses momentos com o pai. Nem todo choro, mamãe, é sinal que seu bebê está com fome, veja nosso outro post sobre os diversos motivos pelo qual um bebezinho pode chorar. Papai você é capaz de cuidar do seu filho sim.

É preciso separar um momento no dia só para vocês, para o casal, um casalencontro romântico é sempre bem vindo. Refletir, relaxar, ir ao salão de beleza, se cuidar, também. Recado para mamães: o seu marido tem total capacidade de cuidar tão bem do seu filho como você. Confie mais no seu esposo! Não se esqueça que, alé m de esposa e mãe, você é mulher.

0

Como cuidar da beleza durante a gravidez.

A gravidez é um momento de descoberta, decisão, preocupação e cuidado. Muitas vezes o cuidado é baseado apenas no bebê. A mamãe esquece que também deve se cuidar, se amar. Devido às mudanças que ocorrem no corpo da mulher, elas se sentem mais vulneráveis e, muitas vezes, lidar com essa vulnerabilidade é complicado. É por isso que este post é para você, mamãe, que busca cuidar mais de si.

Cuidar da aparência, do corpo, da auto-estima em si faz muito bem para a futura mamãe.  “Nesta fase da vida, cuidar da ap arência e da auto estima faz muito bem. Os cuidados devem ser de dentro para fora”, orienta a dermatologista Adriana Vilarinho, de São Paulo. Consultar um médico para saber se possui reações alérgicas é ideal. Relaxar é a palavra final. Curtir a gravidez e, principalmente, se curtir durante a gravidez.

Alguns tratamentos estéticos recomendados para as futuras mamães são a esfoliação, a hidratação capilar e o escalda-pés. A esfoliação é uma ótima opção, pois além de fazer uma limpeza da pele do corpo, removendo as células mortas, ativa a circulação. “Apenas evite esfoliar os seios, para nãocuidados-beleza-gravidez aumentar a sensibilidade da região”, recomenda Adriana Vilarinho.  Já a Hidratação capilar relaxa e deixa os cabelos macios. Deve-se fugir da tintura, progressiva, entre outros tratamentos químicos. É de conhecimento das mamães que os pés durante a gestação tendem a ficar inchados, com isso o escalda-pés (água quente a 37 ºC, em uma bacia ou balde, e um pouco de sal grosso) ajuda as futuras mamães, pois ajuda a relaxar ao mesmo tempo que diminui o inchaço e alivia as dores.

Nada como relaxar, curtir a gravidez e se sentir bonita e relaxada, não é mesmo?

0

Lavando as roupinhas do seu bebê

74086_AmpliadaAs roupinhas do bebê sempre exigem um cuidado maior na hora de levar, secar e passar. Esse cuidado se deve ao risco de ocorrer alergias. A Curumim gostaria de te ajudar com dicas de cuidados e lavagem.

Primeiramente, sempre que comprar uma roupinha nova, lave! Cuidado, no entanto, com o uso de amaciantes: Viviane Paulucci, sócia da consultoria Baby Planners em São Paulo, relatou que “É bom não abusar nos primeiros dias de vida. Apesar do cheirinho agradável, o bebê ainda é muito vulnerável e existe risco de alergias e irritações”. Não lave as roupinhas do bebê com as roupas de outros familiares, pois assim você evita que a sujeira das outras roupas entre em contato com a do bebê. 

Dica Curumim:

  •   Use sabão de coco e/ou neutro. 
  • Enxague as peças no minimo duas vezes, pois assim, nenhum cheiro causará alergia ou irritação na pele do bebê. 
0

Uma conversa sobre: Chupetas.

bebe_chupetaQuem inventou as chupetas? Provavelmente uma mãe que tinha um filho chorão e queria que seu filho se distraísse com algo, assim, parando de chorar. Primeiramente a sucção é um reflexo, presente na vida do bebê desde sua vida intrauterina, e a chupeta é um objeto transicional que permite ao bebê realizar esse movimento quando não está sendo amamentado. A chupeta, porém, pode causar sérios problemas, como problemas nos dentinhos, no sistema respiratório e no desenvolvimento da fala do bebê.

É com dois anos que o bebê deixa de possuir esta necessidade de sucção. Após essa idade é apenas um comportamento que criança adquiriu, não mais uma necessidade. O maior problema que os pais enfrentam em meio a tudo isso é quando o bebê se apega emocionalmente a este objeto. Ou seja, quanto mais cedo retirar, melhor. Mesmo quando esta tarefa se torna árdua e difícil, há solução: negociar com seu filho a troca da chupeta por algo que ele goste. Não é a melhor alternativa, porém quando já não existe mais nada para fazer, é o que resta. No começo não será fácil nem para você, nem para a criança. Mas com toda certeza ele se acostumará e não irá mais precisar da chupeta.chupeta1

  • Curiosidade Curumim: Escavações de tumbas de bebês que viveram há 3000 anos revelaram a existência de peças de argila.  As peças em forma de animal possuíam um orifício pelo qual era introduzido alimento, como o  mel, para  criança sugar seu conteúdo. Ou seja, a chupeta! Interessante, não é mesmo?
0

Cadeirinhas de carro, você usa?

Uma cadeirinha de bebê, quando bem usada, poderá salvar a vida do seu filho. O que acontece é que muitas mamães acabam usando a cadeirinha da forma errada.

Primeiramente é importante verificar se na caixa que veio a cadeirinha está o selo do Inmetro. A existência do selo é garantia de segurança.

Cadeirinha BEBEDepois, durante o uso, não deixe a cadeirinha frouxa ou mal ajustada e sempre deixe a cadeirinha no banco traseiro. A cadeirinha deve ficar virada para o vidro de trás.

Ainda é preciso cuidar com essa situação: a mamãe fica a todo instante olhando para o retrovisor tentando visualizar o filho. Isso pode ser uma distração, podendo causar um acidente.

Compre sempre a cadeirinha da idade do seu filho. Nunca uma idade a mais ou idade a menos, isso poderá prejudicar a coluna do bebê e seu bebê ficará ou sobrando dentro da cadeirinha, ou muito preso.

Sempre use a cadeirinha.

Para ir a padaria? Use. Para ir ao mercado? Use. Para ir a praia? Use.

E se eu sair com o carro da minha amiga? Peça licença e leve a cadeirinha. Mamãe, nunca ultrapasse o limite ideal de passageiros no seu carro e sempre transporte bebês e crianças na cadeirinha adequada.

0

O que não fazer ao visitar um recém-nascido.

Logo que um bebezinho nasce a mamãe recebe muitas visitas em casa. São parentes em casa, amigos, crianças… Todos querendo pegar a pobre criança. Mas afinal, existe uma regra de etiqueta que precisamos entender na hora de visitar um recém-nascido? Na verdade existe, vejamos:

largeTenha calma. Não faça o desesperado. Espere entre duas ou três semanas para visitar a mamãe e o bebê na casa deles. A mamãe precisa se adaptar a nova rotina, então espere um pouco.

Visite durante o dia. Pense comigo: a mamãe cuida do bebê o dia inteiro, talvez, a madrugada inteira, e você quer ir logo visitar o bebê pela noite? Não né! A não ser que a mamãe tenha lhe pedido uma ajuda.

Tenha cuidado com o bebê. O recém-nascido é muito sensível. Ele está se acostumando a viver fora do útero, então tenha paciência. Se a mamãe falar “pode pegar“, pegue. Ao contrário, nem pensar. E por favor, não tente acordar o bebê enquanto ele dorme. Peça para as crianças não gritarem, pois isto poderá acordar o bebê e o deixar assustado.

Não tire fotos com flash! O  flash assusta o bebê.

Leve um mimo para a mamãe e para o bebê. Para a mãe, chocolates, flores. Para o bebê, roupinhas, enfeites para o quartinho.

Nenhuma mãe com um recém-nascido em casa quer uma casa cheia de crianças gritando. Pessoas tirando foto do seu bebê. Um monte de pessoas segurando o bebê de um lado para outro. É importante ser sensato.

0

Para mamães de primeira viagem

large (1)Para mamães de primeira viagem algumas dicas valem ouro:

Sabia que é necessário retirar as etiquetas das roupinhas do bebê para não machucar? E que no verão é preferível colocar no seu bebê tecidos leves (algodão, linho) e no inverno tecidos mais pesados (plush,lã,moletom)? Que a utilização de material anti-alérgico é um cuidado a mais e todo cuidado é pouco: evite roupinhas com pelinhos.

Um bebê recém-nascido cresce muito rápido. Portanto, não exagere no enxoval e vá comprando com o tempo, conforme ele for crescendo. As peças básicas e ideais para um recém-nascido são:

  •  8 bodys
  •  6 macacões para o inverno
  •  6 macacões para o verão
  •  5 pagão
  •  1 casaquinho de moletom 
  •  3 babadores
  •  4 calças de moletom/algodão
  •  3 pares de sapatinhos de algodão e 1 tênis e/ou sapato.
  •  5 pares de meinha
  •  2 mantas (1 grossa e 1 leve)
  •  3 fraldinhas de boca.